Home / A Semana / Brasil mantém laços históricos e comércio crescente com Espanha

Brasil mantém laços históricos e comércio crescente com Espanha

Relações comerciais ultrapassaram US$ 5 bilhões no ano passado. Presidente espanhol realiza visita oficial ao País nesta semana

 

Com investimentos crescentes e uma relação bilateral forte, Brasil e Espanha se tornaram fortes parceiros no comércio exterior. É nesse contexto que o presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, desembarca em Brasília na próxima segunda-feira (24).

Como parte de uma visita oficial ao Brasil, Rajoy se encontrará com o presidente da República, Michel Temer, para reuniões de trabalho em busca de ampliar a o comércio entre os dois países. Apenas em 2016, o fluxo de comércio com a Espanha somou US$ 5,2 bilhões.

Dona de um investimento que soma quase 7% de seu Produto Interno Bruto (PIB) no País, a Espanha injetou US$ 819, 4 milhões na economia brasileira nos primeiros três meses do ano. O valor veio principalmente pela compra de produtos minerais e vegetais, com grande força da soja. O Brasil, por sua vez, importou US$ 639 bilhões em produtos espanhóis, com destaque para produtos petroquímicos.

 

Diante desse cenário, a Espanha se tornou um dos maiores investidores globais no Brasil. Em 2016, o estoque de investimentos espanhóis atingiu US$ 64 bilhões, contribuindo para que o país europeu passasse a figurar como o 11º  maior destino das exportações brasileiras.

A expectativa é que o encontro de alto nível reforce a oportunidade de avançar nas negociações entre o Mercosul e a União Europeia, importante mercado para o comércio externo brasileiro. Além de se reunir com Temer, o presidente espanhol participará do I Foro Brasil-Espanha, em São Paulo, e, no dia seguinte, irá abrir o Encontro Empresarial Brasil-Espanha, voltado para a atração de novos investimentos no Brasil.

Relações humanas

Não é apenas no comércio bilateral que os dois países se relacionam.  A partir da década de 1990, houve significativo aumento da imigração brasileira para a Espanha, com atualmente cerca de 100 mil brasileiros residindo no país mediterrâneo, ficando atrás apenas de Portugal.

Além dos acordos econômicos e referentes à educação, o Brasil é sede do maior número de Institutos Cervantes no mundo, com oito casas representativas no País. Em 2015, Brasil e Espanha estabeleceram como objetivo dobrar o número de investimentos até 2025.

Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério de Relações Exteriores e MDIC

Sobre Angela Moureira

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Polícia Civil e Defensoria Pública lançam programa de proteção à mulher

Defesa em Dobro: parceria estabelece ações de orientação e proteção para vítimas ...