Home / A Semana / Presos dois suspeitos de violência contra idosos

Presos dois suspeitos de violência contra idosos

 

Um deles foi detido em flagrante delito quando, em frente à delegacia, ameaçava e exigia que os pais retirassem queixa contra ele. Outro suspeito, usuário de drogas, teve mandado de prisão em seu desfavor, depois de ameaçar de morte a mãe, o tio e o avô de 99 anos de idade

 

 

Rafael Brilhante de Matos foi preso em flagrante

 

Dois homens suspeitos de praticarem agressões a familiares idosos foram presos nesta quarta-feira pela Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso (Deai). Um dos suspeitos, Rafael Brilhante de Matos, foi preso em flagrante logo após praticar injúria qualificada contra sua própria mãe, de 67 anos, e de explorar financeiramente seu pai, de 69 anos.

A prisão em flagrante ocorreu em frente à delegacia. Segundo a delegada Ana Lívia Paiva, Rafael Brilhante exigia que a mãe, de 67 anos, e o pai, de 69 anos, retirassem uma denúncia contra ele, em razão dos crimes de injúria e ameaça praticados ainda no mês de janeiro deste ano. O suspeito havia levado os pais à Delegacia do Idoso para que eles desistissem do procedimento.

Ao chegarem próximo à delegacia, os pais foram novamente agredidos por Rafael que injuriou a mãe e se apropriou de quantia de dinheiro do pai. A cena foi filmada por uma câmera de segurança de um comércio vizinho e também foi testemunhada por terceiros.

 

Bruno Meira da Silva, de 33 anos

Em outro caso, foi cumprido mandado de prisão preventiva em desfavor do desempregado Bruno Meira da Silva, de 33 anos. De acordo com as investigações da Delegacia do Idoso, Bruno praticava maus-tratos contra sua mãe, de 67 anos, seu tio, também de 67, e seu avô, de 99 anos.

Conforme apurou a Delegacia, o suspeito é usuário de drogas, e, frequentemente, xingava os idosos, quebrava móveis e outros pertences deles. Durante os “surtos”, o avô de quase 100 anos se escondia debaixo da cama, com medo de apanhar do neto. Segundo ainda os policiais civis, Bruno Meira da Silva ainda ameaçava matar sua própria mãe, que é deficiente visual, além de ameaçar os outros idosos de morte, caso o fato fosse denunciado.

 

A delegada Ana Lívia Paiva afirmou que Bruno foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória (CPP), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, e vai responder pelos crimes de ameaça, injúria qualificada, maus-tratos psicológicos e crime de dano ao patrimônio. Juntas, as penas podem chegar a oito anos de prisão.

 

Vulnerabilidade

Após as prisões, a delegada Ana Lívia destacou a importância de se denunciar os crimes contra pessoas idosas que por limitações próprias da idade tornam-se vítimas extremamente vulneráveis. Segundo destacou, os crimes mais comuns praticados contra idosos são os maus-tratos e a exploração financeira. A denúncia, conforme acentuou, ainda é a melhor arma para a prevenção a esses crimes.

 

Ana Lívia lembrou que quando há casos que repercutem, como os de Rafael Brilhante e Bruno Meira, há uma tendência de crescer o número de denúncias. “Quem tiver informações sobre violências, maus-tratos ou exploração financeira contra idosos, denuncie”, convocou a delegada, lembrando que a Delegacia do Idoso dispõe de equipe especializada na investigação desses crimes.

 

Além dos maus-tratos e exploração, Ana Lívia destacou que há ainda a negligência e o abandono como situações que vitimam os idosos. E, na maioria das vezes, os suspeitos são exatamente pessoas da família que deveriam cumprir o papel de proteger e cuidar.

 

 

Sobre Angela Moureira

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Receita Federal recebe mais de 23 milhões de declarações

Prazo para o envio do documento começou em 2 de março e ...